Como o Cérebro Processa uma Imagem e Por Que Trabalhar a Sua?

Todos os dias somos bombardeados com milhares de informações. Nosso cérebro nunca lidou com tantos estímulos, pesquisadores estimam que 11 milhões de bits de informação são processados por ele a cada instante.


Esses estímulos podem ser internos, que é o caso dos nossos pensamentos, movimentos ou chegam até nós através dos nossos sentidos: tato, olfato, paladar, audição e principalmente visão.


Já reparou como chegamos ao final do dia muitas vezes com disposição física, porém mentalmente cansados? Como em determinado momento do dia não conseguimos olhar mais para o celular ou nem mesmo ligar a TV? Só precisamos de um minuto de paz!


Isso acontece pois estamos vivendo a era da informação e esta informação é principalmente visual, Daí a importância de você pensar no SEU VISUAL para se adequar a esta era. A TV perde espaço para o celular, que nos oferece praticamente tudo ali, inclusive programas de TV. Além das redes sociais, dos aplicativos de mensagem, de conteúdo que recebemos por vídeos, fotos, e muito mais. É muita informação, como processar tudo isso? Socorro!


Nosso cérebro não é capaz de processar em sua totalidade, todos os estímulos que o universo nos oferta e que recebemos através dos nossos sentidos. Por este motivo, nosso de maneira inconsciente, ele utiliza processos para FILTRAR informações que são RELEVANTES, IMPORTANTES ou que se encaixam dentro daquilo que nos AGRADA: nosso gosto, vivência, experiências anteriores, etc. Preenchendo estes requisitos, ele então envia uma mensagem de que devemos prestar a atenção, caso contrário, não será relevante e passará despercebido.


Compreendendo isso, você entende o que acontece quando se dá conta de que faz todos os dias o mesmo caminho e nunca havia reparado em algo que estava ali há tanto tempo mas, que hoje você reparou! Isso aconteceu porque até então aquilo não era relevante para você, mas agora, por inúmeros motivos, passou a ser.


Quer fazer um teste? Que tal brincar de Fusca e Kombi? Você pode até pensar, nossa, nunca mais vi um fusca ou uma Kombi circulando por aí. Proponha-se esta brincadeira e você vai se surpreender como os Fuscas e as Kombis irão aparecer! Ou crie uma ainda menos óbvia e você verá como o seu cérebro vai passar a prestar muito mais atenção naquilo que você estabeleceu como seu novo filtro.


Pensando que tudo é imagem e que nós também somos imagem, você compreende a importância de planejar a sua, de pensar na construção de uma imagem assertiva que irá conectar com o seu público, ou seja, que será filtrada por ele de maneira rápida e eficaz.


Isso mesmo, além de tudo, ela precisa ser assertiva, afinal de contas, existem muitas outras informações vindo junto com a sua, pois se você não despertou a atenção do seu público em menos de 1 minuto, sinto muito, não irá mais despertar. Talvez você tenha uma segunda chance no futuro, talvez não.


São estas impressões e percepções que temos das pessoas e que as pessoas têm de nós que influenciam em todas as nossas relações pessoais e profissionais, na maneira como somos tratados, respeitados, valorizados, escutados, etc.


Agora que você já entendeu quanta coisa está em jogo, tem consciência de que precisa assumir o papel de jogador principal e por este motivo, é quem precisa dar as cartas. Definindo o que comunicar, como comunicar e a hora que fará isso, chegou o momento de avançar para o segundo conteúdo. Preparado (a)? Então vamos lá!




10 visualizações

Posts recentes

Ver tudo

+55 48 999117262

©2019 by Marcela Baldissera Moda. Proudly created with Wix.com